quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Desejo Contido - Final


Ali escondidos entre as pedras, um beijo após o outro ia dando o rítimo acelerado em que batia seus corações. Beijos longos e intercalados por suspiros profundos e tezão em êxtase jamais experimentado. Henrique em seus pouco mais de 15 anos havia apenas sonhado com um momento tão intenso, mas nunca em sua imaginação conseguira conceber todas as sensações e o pulsar do seu coração com tanta intesidade.
Thiago ao ver o êxtase de seu companheiro o envolve em seus braços, morde-lhe o pescoço e sussurra palavras soltas em seu ouvido. Henrique está flutuando nos braços de Thiago que ao sentir seu companheiro rendido e entregue, começa com as mãos, a passear pelo corpo do amigo totalmente indefeso e consumido por um prazer jamais sentido ou imaginado. A mão de Thiago percorre cada centímetro daquele corpo perdido em suas mãos e em seguida resolve não só sentir aquele corpo com suas mãos, mas também deseja sentir seu sabor, e desde a orelha, começa a percorrer com a língua aquele corpo quente de tezão. Henrique solta gêmidos de prazer, tornou-se presa fácil de seus próprios desejos secretos e contidos.
Esqueceram da hora e do tempo. O sol morria ao longe e aos poucos a penumbra naquelas rochas ia se tornando maior. Tudo era insignificante pra eles agora, tudo girava em torno de seus corpos que se desejavam. A respiração ofegante dos dois colocava pra fora sopros entorpecidos de tezão. E saciado, Thiago agora queria que Henrique se saciasse em seu corpo e aquele inocente e tímido menino aprendeu rápido como inebriar seu companheiro com prazer e desejo.
Imagem de domínio público/By corbin fisher

E assim totalmente tomado por um desejo avassalador, misturado a uma paixão cega, Thiago carinhosamente abraça Henrique e de frente pra ele, apoia seu corpo sobre o amigo fazendo-o suspirar de prazer, aos poucos começa a amá-lo carinhosamente. E agora aquela ânsia dos primeiros minutos deu espaço a movimentos ritimados e extasiantes e aquele movimento era mais gostoso que a melhor das iguarias na face da terra, os suspiros e gemidos de prazer eram uníssonos, hora intensos, hora suaves, até àquele que é diferenciado de todos por sua força e súbita fraqueza, e esse logo apareceria. Henrique jamais seria o mesmo depois daquela tarde, ele sabia disso, aquele prazer todo, aquele êxtase alcançado o levara ao paraíso, aquele movimento infinitamente prazeroso era mais do que ele sempre sonhara e assim entregue nos braços de Thiago, ainda sentindo-o sobre si, desejou que o tempo parasse pra sempre. Thiago o aperta com força, beija-o profundamente e geme como se fosse seu último suspiro e Henrique o segue, se apertam, suspiram se deleitam de prazer, Thiago apressa os movimentos, enrigeceu-se, apertou-o e suspirou definitivamente balbunciando palavras sem sentido algum pro momento e Henrique sentindo se inundado, totalmente inundado de prazer, levanta a cabeça suada de seu amigo beija-o suavemente e pergunta-o: onde estamos? Onde estamos? Totalmente sem forças, solto ao gozo daquele momento divino pós-orgasmo, responde ao amigo, não sei, me perdi em você e se estou perdido, você também está. Nos perdemos um no outro. E assim extasiados se beijaram suavemente, um beijo após o outro ia se sucedendo. E os últimos raios de sol iam se pondo. Era hora de voltarem pra casa. Se beijaram novamente e prometeram se ver outra vez. Certamente eles iriam se encontrar muitas vezes, ao descobrirem que moram na mesma cidade e que apenas bairros os separam um do outro e ao contrário dos bairros que os separam o destinou tratou de aproximá-los e talvez definitivamente.

19 comentários:

  1. lindo lindo ... sua veia de contista está aflorada e se revela como um dom a ser explorado com toda intensidade ...

    parabéns

    bjux amigão

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. Menino! que texto hein!

    Não posso ler essas coisas não senão fico muito tentado! rsrs

    Parabéns! ;)

    ResponderExcluir
  3. Oi Arthur, tudobem com vc?
    Menino, ficou massa, adorei.
    Bem romântico, super fofo, rsrs.

    Bjo
    :)

    ResponderExcluir
  4. A arthur... que isso.. que coisa linda.... ai me imaginei agora... heeheh

    aii deu pra sacar varias coisas no meu blog neh !?!?

    bom uma delas eh que eu nao posso falar nada, pelo simples motivo de o menino que eu tanto adoro tem namorada.. aquela declaração eh praele ...

    bom eu toh me sentindo com 15 anos de novo nunca me aconteceu isso e olha que eu tenho amizade com ele tem 3 anos :S

    bo adorei o insentivo nao se preocupe se der e oportunidade vier toh dentro contarei pra ele mesmo

    bom mais uma vez adorei a historia me senti como o protagonista ..bjkas e inte mais !!!

    adoreiiii

    ResponderExcluir
  5. Lindo...lindo..lindo...
    Com certeza, pra escrever isso, você deveria estar inundado de amor,desejos e muito carinho !!!

    Concordo com o Wanderley..
    Merece aplausos. !!!

    Espero poder ler a próxima história.
    Bjs querido..

    ResponderExcluir
  6. >__<

    meu deus

    eu me emocionei com esse texto. Sério.
    Me imaginei na pele deles...

    ahhh..

    >____<

    ResponderExcluir
  7. Oi Arthur
    Kara, teu conto ficou Lindooo,
    Vc descreveu as cenas mais 'picantes' de uma forma doce, carinhosa, que me fez viajar no texto.
    Obrigado pelas dicas, sei que toh aprendendo com a pessoa certa.

    Bjus

    ResponderExcluir
  8. E então? Quando que sai o livro pra eu comprar?
    Você desenhou com louvor cada palavra que escreveu.
    E eu imaginei cada movimento que se passava no texto com a mesma magnitude da história como um todo.
    Sim, aplausos para um escritor. Parabéns.

    AbraçaOO.

    ResponderExcluir
  9. legal! nao sabia isso do dia verde nao...
    e obrigado pela visita
    abraço

    ResponderExcluir
  10. Hey ótimo conto!!
    Li uns pedaços das outras partes...
    Quentes e bem escritos.
    Parabéns pelo blog
    Sinto humanidade e cidadania,
    e social e carinho, amor.
    Grande abraço
    vou te seguir amigo.

    ResponderExcluir
  11. Belo conto.È como uma cituação já vivida,veridica,ritimada,e que nos transporta para dentro dos acontecimentos.
    Excelente.

    Me instigo muito por contos e crônicas, aqui é um "prato" cheio para tal interesse.

    Obrigado pela gentil visita e comentario.
    Pode ter certeza que estarei por aqui sempre que possivel.

    Forte abraço :D

    ResponderExcluir
  12. Navegando sem ruma com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura e enauqnto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam.
    Se gostar da minha proposta, siga-me.
    Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  13. A riqueza de detalhes,a paixão entrelaçando as palavras, tudp isso formou uma teia imensa de emoções, construi um texto lindíssimo. Parabéns, de verdade. Adorei o seu comentário, obrigado pela gentileza seguidor n° 100. rsrs
    Ja te sigo também.

    Um beiijo.

    ResponderExcluir
  14. Oii Arthur!
    Boa noite Cara!
    Obrigado pelas dicas. Você está me ajudando muito. Obrigado mesmo.
    Jás aqui um fiel leitor do teu blog e pra ajudar no que for preciso.

    Bjus Querido.
    Fica bem. xD

    ResponderExcluir
  15. também quero saber quando vai sair o livro pra eu comprar. ^^ cara vc escreve mto bem. li todas as três partes e fico aguardando algum outro post próximo. curioso e picante, rs. parabéns.

    ahh e respondendo no caipirêss sobre o abroad lá q vc deixou no meu blog.. hum.. não.. nunca sai daqui nãoo rsrs "ainda" não... qm sabe... rs.

    abraço e bom fim de semana, amigo. =]

    ResponderExcluir
  16. Caracas, muito LINDO ...
    Esses contos nós dao uma esperança grande!!!!

    Arthur, obrigado pelas visitas.
    Estava um pouco ausente por problemas, mas o que fizeram para mim no blog eu xoneiiii.. muito rsrs era mais do que o esperado!!!!

    Mas valeuu, um grande BEIJAOO!!
    Se cuida!

    ResponderExcluir
  17. Vou ter que ler as partes anteriores para poder entender, mas adorei :]
    Ah, não se preocupa com os comentários imensos, eu os adoro rs
    eu não os conheço pessoalmente (jay e ale) mas já falei com o jay no msn algumas vezes e adorei ele! É um fofo e o ale deve ser tbm, pra estar com ele só pode! :D
    Vc escreve mto bem!!!! No meu blog eu escrevo como se eu tivesse conversando com alguém ai acabo nem me preocupando em repetir palavras e tals... já sofro mto com isso na faculdade, lá eu meio que extravaso um pouco auehoiaehoeaui
    se quiser pode me add no msn ai a gente conversa lá tbm :)
    bilymanson@hotmail.com

    bjuuuu
    vo colocar seu link lá no meu blog pra eu poder ler mais!
    (:

    ResponderExcluir
  18. Oi Arthur...até eu me calei..pesei na mão ontem pq amanheci malzz..enfim..se vc entende o que estou passando..não falei grego então.
    Mas isso foi ontem, hoje já estou melhor..e essa inconstancia vai se alternando até o dia fatal rsrs.

    um grande abraço viu.
    Dand.

    ResponderExcluir